12 de setembro de 2013

Ryujin

۞ ADM Sleipnir


Ryujin (Rinjin, Ryo-Wo, Ryōjin - "Rei Dragão" ou "Ser Luminoso") é o deus dragão dos mares da mitologia japonesa. Ele era símbolo de poder e do oceano. As especificidades de sua natureza física não são claras, mas pode-se supor que Ryujin, como outros dragões japoneses, não costumava voar, tinha um corpo serpentino e três dedos com garras em cada pé. Ele tinha uma grande boca aberta e era capaz de se transformar em uma forma humana. Seus mensageiros eram as tartarugas marinhas. De seu palácio submarino chamado Ryugu, ele controlava as marés através de jóias mágicas.

Uma vez, o deus dragão entregou as jóias para Isora, o deus da praia, para que o mesmo pudesse passá-las para a imperatriz Jingo. A frota japonesa (incluindo a imperatriz) estava navegando em direção a Coréia com a intenção de invadi-la, quando a frota coreana iniciou um confronto contra eles. Quando a imperatriz viu a frota inimiga se aproximando, ela lançou a jóia da maré baixa na água, fazendo com que a maré recuasse e assim encalhasse a frota coreana. 




Os coreanos saltaram de seus barcos para o lodaçal para atacar, mas nesse exato momento, Jingo jogou a Jóia da maré alta em cima da faixa de terra. Uma gigantesca onda varreu os soldados coreanos, afogando todos eles e empurrando a frota japonesa em direção ao porto coreano ,garantindo assim a vitória para a imperatriz Jingo e sua frota. Algum tempo depois, Ryujin deu de presente as jóias da maré em uma bela casca-de-rosa para o príncipe Ojin, filho da imperatriz.

Outro conto com a participação de Ryujin está relacionado com a forma como as águas-vivas (ou polvos, conforme a versão) perderam seus ossos. A história se passa há muito tempo, quando as águas-vivas ainda tinham barbatanas, pés e ossos e eram servos do deus dragão. Em diferentes versões da história, Ryujin, sua filha Otohime (Toyo-Tame) ou sua esposa tiveram um desejo de comer um fígado de um macaco vivo. O dragão enviou uma água-viva para a terra para encontrar e trazer um macaco até o palácio Ryugu. Um macaco foi atraído facilmente com a promessa de ver o maravilhoso palácio submarino de Ryujin, mas ao longo do caminho, a água-viva se sentiu culpada e disse ao macaco qual a verdadeira razão pela qual ele estava sendo convidado para o palácio. O macaco, após um rápido raciocínio, disse a água-viva que ele havia retirado o fígado dele, e deixado-o em um frasco na terra, e ficaria feliz em ir buscá-lo. Depois de esperar por um tempo, a água-viva voltou para Ryugu e explicou à Ryujin o porque do macaco demorar a chegar. Ryujin ficou tão furioso que espancou a água-viva até que seus ossos fossem esmagados, e por isso as águas-vivas são como as conhecemos hoje.

Todos os anos, perto do Gion Matsuri (um festival anual do Santuário Yasaka ), trinta e um históricos carros alegóricos temáticos chamados Yamaboko formam um longo desfile que é puxado pelas ruas. Um destes carros tem a forma de um navio antigo. De acordo com as lendas, este navio era chamado de Jingu Kogo e foi usado para transportar a imperatriz japonesa. As principais figuras sobre esse carro são a Imperatriz Jingo e Ryujin.




Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

10 comentários:

  1. Seria possivel matar o dragão ryujin de alguma forma ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que sim, as lendas não dizem nada sobre ele ser imortal. Porém não acho que um humano fosse capaz de fazê-lo, talvez um semideus com o auxilio de algum artefato mágico pudesse matá-lo.

      Excluir
  2. Talvez ele seja o Leviatã descrito no livro de Jó

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre há a possibilidade dessas criaturas serem na verdade uma só, pois a maioria dessas mitologias, senão todas elas, se originaram de uma só, provavelmente da suméria. Com o passar dos séculos, seus mitos foram sendo moldados e foram se diferenciando uns dos outros em alguns aspectos, mas sempre existem raízes que os ligam.

      Excluir
    2. VC ta ser to e o leviatã sim

      Excluir
    3. Como a Jormungand na mitologia nórdica

      Excluir
  3. gostei do site, muito bom.Mais eu queria saber se VCS poderiam fazer sobre o Dracolich(dragão noturno) é um dragão esqueleto e eu queria saber mais sobre ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O dracolich é uma criatura do D&D, e não se enquadra atualmente na proposta do nosso blog. Estou analisando a possibilidade de abrir uma sessão aqui no blog para criaturas de ficção, e caso ela seja criada, certamente faremos uma postagem sobre ele.

      Excluir
  4. mais o ryujin ñ parece dragão

    ResponderExcluir
  5. Eu queria saber quem é o verdadeiro Kami dos mares Susanoo ou Ryujin

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby