10 de novembro de 2014

Patasola

۞ ADM Sleipnir



Patasola ou "La Patasola" ("uma pata") é uma forma de vampiro existente no folclore colombiano. Ela habita cadeias de montanhas, florestas virgens e outras áreas densamente arborizadas. Nas bordas destes lugares, e principalmente à noite, ela atrai caçadores, madeireiros, garimpeiros, moleiros e pastores de animais. Ela também interfere em suas atividades diárias. Ela bloqueia atalhos através da selva, e também desorienta caçadores e seus cães de caça. A Patasola é geralmente considerada uma guardiã das florestas, e é implacável com qualquer ser humano que adentre seu domínio para alterá-lo ou destruí-lo.

A Patasola tem uma aparência aterrorizante; ela é descrita como possuindo um peito, olhos esbugalhados, presas felinas, um nariz adunco, lábios grandes e cabelos emaranhados. Ela possui uma única perna, terminando em um casco bovino. Apesar disso, ela pode mover-se rapidamente através da selva. 


Ela geralmente aparece para suas vítimas sob a forma de uma mulher bela e sedutora , ou sob a forma de um amor perdido do passado. Acredita-se que a Patasola pode assumir outras formas além da forma humana, materializando-se como um grande cão preto ou uma vaca. Segundo as lendas, a Patasola aparece para homens solitários (geralmente caçadores ou madeireiros) no momento em que eles estão pensando em mulheres e então os seduz. Assim que sua vítima abaixa a guarda, a Patasola revela sua verdadeira natureza.  Ela costuma primeiramente sugar todo o sangue de sua vítima, e depois devora toda a sua carne, deixando somente os ossos. Conta-se que a única forma de se proteger de seu ataque é a presença ou companhia de algum animal de estimação. Por ela ser protetora da floresta, e consequentemente dos animais, ela geralmente não ataca ninguém que esteja acompanhado de um.

Existem relatos de que a Patasola seria na verdade a alma tortuosa de uma mulher que anda pelas matas e bosques em busca de vingança por ter sido assassinada por seu marido. Nessa versão da lenda, ela teria sido pega traindo seu esposo e como forma de vingança, o homem arrancou sua perna, acarretando assim em sua morte. Seu marido teria se arrependido de cometer o crime, e enlonqueceu. Desde então, a alma penada de sua falecida esposa anda pela terra a procura de vingança, fazendo de todos os homens suas vítimas em potencial.


fontes:
Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

4 comentários:

  1. Que blog fantástico!
    Adoro mitologia!
    Achei esse espaço incrível, cheio de conhecimentos e admiro muito isso!
    Eu também possuo um blog que fala de mitologias, mas é mais voltado para a mitologia nórdica!
    Adoraria sua visita!
    Adorei seu blog! Muito sucesso! :D

    www.memoriasdeumaguerreira.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Também gostei de seu blog, um excelente conteúdo. Curti sua página e estou seguindo-o!!

      Excluir
  2. Ederson Maia - Inconcert Literatura10 de novembro de 2014 21:42

    As especulações de, se ela foi a amante de Hércules. Mas até ontem, nenhuma condição verídica foi dobrada a isso, portanto eu digo... seria? Bem! Enquanto vou ouvindo ela.
    http://www.youtube.com/watch?v=ij_0p_6qTss

    ResponderExcluir
  3. Oie...meu nome eh Rayssa...adoro seu blog...mas só agr estou comentando, pois perdi um tempo e n tava lendo por causa de um problema...Sorry ^-^

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby