Image Map

13 de janeiro de 2015

Kamadeva

۞ ADM Sleipnir

Arte de Cristian Huerta

Kamadeva (em sânscrito: कामदेव, Kāmadeva) é o deus hindu do amor. Como seus homólogos nas mitologias grega e romana (Eros e Cupido), Kamadeva é retratado como uma figura masculina alada e armado com um arco e flecha. Na iconografia, Kamdeva é mostrado montando um papagaio e segurando um arco feito de cana, que tem cordas de abelhas e cujos arcos são cobertos com cinco tipos de flores perfumadas. Geralmente é acompanhado por um grupo de belas ninfas (apsaras). Da mesma forma que o Cupido romano e o Eros grego, os dardos de Kamadeva inspiram o amor em vítimas inocentes. Seus alvos preferidos são jovens, mulheres casadas e sábios ascetas.

Kamadeva é uma divindade a qual são atribuídas várias genealogias. De acordo com o Shiva Purana, Kamadeva é filho (na verdade, uma criação) de Bhrama, o deus criador do universo. De acordo com outras fontes, incluindo o Skanda Purana, Kamadeva é irmão de Prasuti; ambos seriam filhos de Shatarupa, outra das criações de Bhrama. Acréscimos posteriores o consideram filho de Vishnu e Lakshmi. Todas as fontes concordam que Kamadeva é marido de Rati (Ratī), filha de Prasuti e Daksha (outro filho/criação de Bhrama). De acordo com algumas crenças, Kamadeva teria reencarnado certa vez como Pradyumna, filho de Krishna e Rukminī.



O Sacrifício de Kamadeva

Após Sati, consorte de Shiva, entrar no fogo e abraçar a morte devido ao insulto que seu pai Daksha ao seu esposo, Shiva ficou completamente devastado. Ele abandonou suas funções divinas e entrou em um profundo período de meditação. Isso causou um desequilíbrio destrutivo no mundo, o que preocupou todos os deuses.

Enquanto isso, Sati renasceu como a deusa Parvati. Ela desejava se casar com Shiva, mas ele não demonstrava nenhum interesse, optando por ignorar seus sentimentos. Os deuses decidiram abordar Kamadeva para pôr fim ao estado lastimável do mundo. Kamadeva atirou uma de suas flechas em Shiva, interrompendo sua meditação. Shiva ficou furioso, e em um acesso de raiva, abriu seu terceiro olho, matando Kamadeva instantaneamente. No entanto, a seta de Kamadeva fez seu efeito, e Shiva acabou apaixonando-se e casando com Parvati. 


Durante um longo tempo, Kamadeva permaneceu morto, e assim o amor desapareceu do mundo. Somente após sua viúva Rati implorar a Shiva, ele finalmente permitiu que Kamadeva renascesse como o filho de Krishna, Pradyumna. Outra versão relata que Shiva permitiu que Kamadeva renascesse, só que sem um corpo material (daí o epiteto Ananga, "incorpóreo")

Epitetos

Kamadeva também é conhecido pelos nomes de Ragavrinta ("ramo de paixão"), Ananga ("incorpóreo"), Kandarpa ("deus do amor"), Manmatha ("batedor de corações"), Manosij ("aquele que sobe da mente", contração da frase sânscrita Sah Manasah Jāta), Madana ("intoxicante"), Ratikānta ("senhor das estações"), Pushpavān ou Pushpadhanva ("aquele com o arco de flores") ou simplesmente Kāma ("desejo").

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

Um comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby