11 de novembro de 2016

Ashur

۞ ADM Sleipnir




Ashur ("O benevolente", também Assur) é um deus guerreiro semita, cultuado como o deus supremo do panteão assírio. Ele era o deus guardião da cidade de Assur, sendo elevado mais tarde a categoria de deus nacional da Assíria. Pouco se sabe sobre sua personalidade, e também não existem mitos ou histórias sobre ele, nem mesmo o seu símbolo foi claramente identificado. Em alguns relevos assírios, Ashur aparece representado dentro de um disco solar alado, com um homem barbudo empunhando um arco e flechas; tal imagem foi interpretada como uma representação de Assur, mas isso nunca foi confirmado por uma identificação escrita, podendo facilmente ser referido a alguma outra deidade. 

Por volta de 1300 a.C., Ashur foi identificado com o deus sumério Enlil, provavelmente, em um esforço para retratá-lo como rei dos deuses. Durante o reinado de Sargão, Ashur se tornou pai de Anu, o deus babilônico do céu e a principal força criativa do universo. Mais tarde, conforme a Assíria e a Babilônia competiam por poder político e militar, Ashur assumiu as características do deus nacional da Babilônia, Marduk. Como as qualidades de tantos outros deuses foram transferidas para Ashur, ele tinha pouco ou nenhum caráter ou tradições próprios. Mais do que tudo, Ashur era um símbolo do povo e do poder da Assíria.




Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby