Image Map

19 de janeiro de 2015

Corpo-Seco

۞ ADM Sleipnir

Arte de Mari Morgan

Corpo-Seco (também conhecido como Unhudo em algumas regiões) é uma criatura pertencente ao folclore brasileiro. Sua lenda teve origem em meados do séc. XX, e é bem conhecida no interior dos estados de São Paulo, Minas Gerais e também nas regiões Norte e Centro-Oeste. 

Existem várias versões de sua lenda. Uma delas conta que o Corpo-Seco foi um homem muito mal durante a vida, que vivia brigando com as pessoas, além de maltratar a própria mãe. Após sua morte, este homem se tornou uma criatura grotesca e maligna, cujo propósito é o de punir todos aqueles que respondem ou maltratam suas mães, como ele o fez um dia. O Corpo-Seco se camufla no tronco das árvores, à espera de que alguma vítima passe próximo a ela, e então pula nela e suga todo seu sangue e transformando-a em um Corpo-Seco também. Caso ninguém passe por perto da entidade por muito tempo, ele acaba morrendo de fome, ficando igual a uma árvore seca. Dizem que é por essa razão que existem muitas árvores mortas com aspectos humanos.

Arte de Gustavo Rinaldi

Outra lenda sobre o Corpo-Seco diz que ele teria sido um homem muito egoísta e mesquinho durante a vida. Ele cultivava uma variedade enorme de frutas e grãos em sua fazenda, e durante uma época de estiagem onde diversas pessoas estavam passando fome, ele se negou a dividir seus estoques que havia guardado em grande quantidade. Os populares se revoltaram e em meio a briga o fazendeiro acabou morrendo vítima de um infarto. Mesmo após a morte, ele não teria descansado. Sua raiva só aumentou e no fim acabou transformando-se em uma criatura cruel e vingativa. Diz a lenda que a a criatura fica nas matas a espera de qualquer um que cruze seu caminho e jamais deixa que outras pessoas se aproximem de árvores frutíferas, ás quais ele considera serem sempre de seu antigo pomar.

Em Ituiutaba, Minas Gerais, há ainda uma outra variação da lenda. Dizem os populares que o corpo de uma mulher que havia sido enterrada no cemitério municipal não permanecia no fundo da cova mais do que algumas horas. Segundo os mesmos, a terra expulsava o corpo. Era como se a terra repelisse o corpo da mulher. Os bombeiros teriam sido chamados e na falta de uma explicação (e de uma solução) os bombeiros teriam levado o corpo da mulher para uma caverna localizada em uma serra ao sul do município e lá teriam deixado o cadáver para que encontrasse o descanso eterno. De acordo com os moradores que ousam andar pela estrada de terra que fica a margem da serra, é possível escutar lamentos e gritos de uma mulher vindos de dentro da caverna. A serra onde se encontra a caverna ficou conhecida como a "Serra do Corpo-Seco".

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

7 comentários:

  1. nas historias que li dizia que a pessoa era tão má que até a terra rejeitou, cuspindo o corpo para fora, fazendo com que as pessoas jogassem o corpo no mato

    ResponderExcluir
  2. Adoro o blog e o jeito que vocês contam as lendas e os mitos mas, sou de Ituiutaba e nas versões que ouço da lenda ou que meus familiares contam é que o corpo-seco era um homem que respondia e agredia a mãe, foi amaldiçoado no dia que a chicoteou, foi rejeitado pelo céu, pelo inferno e pela terra e só existe um que fica na Serra do Corpo-Seco!
    Meus tios dizem que já viram em algum lugar da serra um caixão onde ficaria o corpo dele!
    Uns amigos do meu pai, pra provar que a lenda não existe, deram uma FESTA no topo da Serra do Corpo-Seco, uma FESTA! e nada aconteceu!

    ResponderExcluir
  3. amo terror menos o boneco assassino mas essa história foi um pesquisa escolar sobre artes foi a q eu mais gostei desde o 4 ano q eu ouso falar sobre essa história .

    ResponderExcluir
  4. -"Meu Deus do céu tio" : Celsinho, sobrinho de Sandro Silva, caça sobrenatural.

    "O vá se lasca home" : Odair, caça sobrenatural.

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby