Image Map

24 de junho de 2022

Virabhadra

۞ ADM Sleipnir

Arte de highdarktemplar

Virabhadra ("herói auspicioso") é um poderoso guerreiro da mitologia hindu, criado por Shiva para destruir o Yagna (sacrifício de fogo) realizado por Daksha (filho de Bhrama e líder do grupo de divindades conhecidas como Prajapatis). Segundo o mito, Daksha era contra o casamento de Shiva com sua filha, Sati. Ele achava que Shiva era muito selvagem para se casar com sua filha, e como ela acabou se casando contra sua vontade, ele a deserdou. Sati ficou triste com isso, mas nunca perdeu completamente a esperança de que seu pai mudaria de ideia e receberia de volta na família.


Um dia, Daksha realizou uma grande Yagna, e convidou todos no céu e na terra a comparecerem, exceto Sati e Shiva. Devastada, Sati decidiu ir a cerimônia mesmo assim. Shiva, pelo contrário, não a acompanhou, pois considerava uma bobagem ir a um local onde eles não eram desejados. Quando Sati chegou à cerimônia, ela confrontou o pai. 

-“Pai, você convidou todos no céu e na terra para o seu yagna. Por que você não convidou meu marido e eu?”

-“Seu marido,” Daksha zombou. -“É mais besta do que civilizado. Quando você voltar a si e deixar aquela criatura selvagem, eu a receberei em casa.”

Todos no local ficaram chocados com as palavras de Daksha, que teve a coragem de lançar tal insulto a própria filha e a Shiva. Sati ficou indignada e manteve-se calada durante o resto da cerimônia. Uma versão do mito conta que, em sua revolta contra a atitude do pai, Sati se atirou no fogo sacrificial, onde ardeu em chamas até a morte. Outra versão diz que ela ficou com tanta raiva que acendeu uma chama em seu interior que a consumiu por completo. 


Ao tomar conhecimento da morte de Sati, Shiva foi consumido pela raiva. Ele arrancou uma tira do seu cabelo e o atirou no chão, criando assim Virabhadra, um guerreiro mortal dotado de inúmeros braços. Shiva então ordena que ele mate todos no local, incluindo Daksha, e Virabhadra assim o faz. Tão logo colocou os olhos sobre Daksha, Virabhadra ergueu sua espada e o decapitou. Por fim, colocou sua cabeça em uma estaca. 

Uma vez terminada a sua vingança, Shiva sentiu remorso e tristeza pelo que havia ordenado Virabhadra a fazer. Ele o absorveu de volta, e então usou seu poder para trazer Daksha e seus convidados de volta a vida (exceto Sati). De volta a vida (e com uma cabeça de cabra no lugar da original decapitada), Daksha agradeceu a Shiva por sua bondade e lhe batizou como Shankar, o Benevolente. Tomando e embalando o corpo sem vida de sua esposa, Shiva iniciou uma caminhada pelo universo, a qual dizem ter durado milênios.


Bhadrakali

Bhadrakali é uma divindade guerreira feminina, que em uma versão desse mito nasceu juntamente com Virabhadra e é considerada sua consorte. Na versão em que ela é mencionada, Daksha é protegido por Vishnu, que aprisiona Virabhadra e o impede de cumprir sua missão. Shiva ordena que ela libertasse Virabhadra, o que ela consegue fazer, e no fim ela é mencionada como tendo ajudado Virabhadra a assassinar Daksha, tendo recebido por isso o título de "Dakshajit".
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

Nenhum comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby