2 de outubro de 2013

Bastet

۞ ADM Sleipnir



Bastet (Basthet, Bast) era uma divindade solar da mitologia egípcia, adorada também como deusa lunar após a chegada da influência grega na sociedade egípcia. Ela se tornou uma deusa lunar por causa de sua associação pelos gregos com a sua deusa Ártemis. Sendo uma das mais antigas das deusas egípcias (seu culto teria surgido por volta de 3500 a.C), Bastet é descrita como uma mulher esbelta, e que possui a cabeça de um gato doméstico. Originalmente era retratada como uma gata selvagem ou uma leoa, tornando-se associada ao felino doméstico em torno de 1000 a.C. Às vezes ela é mostrada segurando um sistro, um chocalho usado como instrumento musical nos tempos antigos. Ágil e flexível, Bastet foi reconhecida como a deusa da música e da dança. 

Bastet era também adorada como a deusa do fogo, dos gatos, da casa e das mulheres grávidas. Segundo um mito, era a personificação da alma de Ísis . Ela também foi chamada de "Senhora do Leste" . Tal como o seu homólogo Sekhmet, a "Senhora do Oeste", Bastet parecia ter dois lados de sua personalidade , dóceis e agressivas . Seu lado dócil e gentil foi exibido em seus deveres como uma protetora do lar e das mulheres grávidas. Sua natureza agressiva e cruel foi exposta nas histórias de batalhas em que o faraó disse ter massacrado o inimigo conforme Bastet aniquilava suas vítimas . 

Originalmente, Bastet era vista como a deusa protetora do Baixo Egito. Como protetora, ela foi vista como defensora do faraó e, conseqüentemente, mais tarde da divindade chefe masculina Ra , que também era uma divindade solar, o que a fez receber também os títulos de "Senhora das Chamas" e "Olhos de Ra". Seu papel  no panteão egípcio tornou-se diminuído conforme Sekhmet tornou-se mais dominante na cultura unificada do Baixo e Alto Egito. 



O culto da deusa era centrado em Bubástis  (localizada na região do delta, próximo a moderna Zagazig) e lá era realizado um festival anual regado a orgias e a bebidas. Bubástis foi a capital do Egito por uma dinastia, e alguns reis tomaram seu nome em seus títulos reais. Bubástis ficou famoso pelo viajante Heródoto, no século 4 a.C., quando ele descreveu em seus anais um dos festivais que era realizado em honra a Bastet. Escavações nas ruínas de Tell-Basta (a antiga Bubástis) renderam muitas descobertas, incluindo um cemitério com gatos sagrados mumificados. O santuário de Bastet em Bubástis, formado a partir de blocos de granito rosa e da longa entrada ladeada de árvores enormes, foi considerado um dos mais belos templos do mundo. 

Bastet é apontada como a mãe do deus com cabeça de leão Mihos (que também era adorado em Bubástis, juntamente com Thoth).  Como os gregos equiparavam Bastet a Diana e Ártemis e Hórus com Apolo, Bastet foi adotada no mito de Osíris-Isis como sua filha (esta associação, no entanto, nunca foi feita antes da chegada da influência helenística no Egito). Essa associação se dava pois Bastet era tida também como deusa da fertilidade e era protetora das mulheres e crianças.

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

3 comentários:

  1. Vale lembrar também que em muitas histórias Sekhemet é a face raivosa da deusa Bastet.
    Eu adoraria ver a historia de como Bastet matou Apophis

    ResponderExcluir
  2. Aparentemente o visual do deus da destruição Bills de Dragon Bsll é inspirado na deusa, com sua forma felina e vestuário.

    ResponderExcluir
  3. A maioria dos pesquisadores vêem Bastet e shekmet como deusas distintas e não como duas faces de uma só.

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby