Image Map

24 de maio de 2022

Kabandha

۞ ADM Sleipnir


Kabandha (em sanscrito: कबन्ध,, lit. "torso sem cabeça") é um horrendo rakshasa presente na mitologia hindu. Originalmente, ele era um gandharva (músico celestial) chamado Vishwavasu ou Danuque após desafiar e ser amaldiçoado por Indra, acabou sendo transformado em um demônio carnívoro. Sua lenda aparece nos épicos hindus Ramayana Mahabharata, bem como nas adaptações posteriores do Ramayana. 

Iconografia

No Mahabharata, Kabandha é descrito como sendo "tão grande como uma montanha, escuro como uma nuvem negra, com pêlos pontudos por todo o corpo e com uma voz tão alta quanto um trovão". O Ramayana o descreve como tendo um tronco largo, sem cabeça nem pescoço. Ele tinha apenas um olho no peito e uma boca na barriga. Ele usou seus longos braços para atrair suas presas para mais perto. Ele é ainda frequentemente descrito como uma árvore.

Arte de Kunal Dixit
 

A Malidção de Vishwavasu 

De acordo com o Ramayana, antes de se tornar um rakshasa, Kabandha foi um gandharva chamado Vishwavasu. Após realizar uma penitência em honra de Brahma, recebeu deste o dom da imortalidade. Uma vez imortal, Vishwavasu tornou-se tão arrogante que resolveu desafiar e atacar o deus Indra.

Na batalha que se seguiu, Indra usou seu disco divino (Varja) para espremer a cabeça e as coxas de Vishwavasu em seu corpo, e empurrar sua boca até o seu abdômen. Reconhecendo a superioridade de Indra, Vishwavasu suplicou pelo seu perdão, ao que Indra respondeu dando-lhe braços compridos e dizendo-lhe que ele recuperaria sua forma original somente quando Rama (avatar do deus Vishnu) os cortasse. Por não ter cabeça, ter apenas dois braços compridos e uma boca na barriga, passou a ser conhecido como Kabandha.

Outras versões relatam que quem amaldiçoou Vishwavasu foi o próprio Brahma (no Mahabharata), ou o sábio Durvasa (no Ramacharitamanas).

O Encontro com Rama

O fatídico encontro de Kabandha e Rama ocorreu enquanto Rama e seu irmão Lakshmana passavam pela floresta Krauncha, durante sua busca pelo paradeiro da esposa de Rama, Sita. Kabandha surgiu repentinamente diante deles e bloqueou sua passagem, e ao tentarem escapar tomando um caminho diferente, acabaram sendo capturados pelos longos braços do rakshasa. Encontrando-se impotente nas garras de Kabandha, Lakshmana diz para Rama escapar e encontrar Sita, deixando-o para trás como um sacrifício para o rakshasa e Rama o consola.


Kabandha então declara que estava extremamente faminto, e pediu que os dois revelassem seus nomes pois ele queria sabem quem eram os que tinham vindo para saciar sua fome. Neste momento, Lakshmana acaba percebendo que a força de Kabandha estava em suas mãos e sugeriu a Rama que eles cortassem as mãos do demônio. Kabandha ouviu tudo, e irritado, decidiu devorá-los de uma só vez, puxando-os mais para perto de sua boca. Antes que fossem devorados, os irmãos sacaram suas espadas e rapidamente cortaram os braços do demônio, que caiu no chão emitindo um rugido poderoso. Kabandha mais uma vez pediu os nomes de seus conquistadores, e Lakshmana e Rama finalmente se apresentaram, aproveitando para perguntar quem ele era. Kabandha então narrou sua história para os irmãos e declarou que ele reconheceu Rama pelo fato de que ele tinha cortado seus braços, assim como a profecia de Indra havia previsto. Kabandha então aconselhou que Rama e Lakshmana visitassem o rei dos macacos, Sugriva, para saber mais sobre o sequestro de Sita, e então morreu. Após ter seu corpo cremado na pira funerária acesa por Rama, Kabandha recobrou sua forma original como Vishwavasu e emergiu das chamas rumo aos céus.


NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

Nenhum comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby