26 de fevereiro de 2014

Skanda

۞ ADM Sleipnir


Skanda (em sâsncrito: "jorrando"; também conhecido como Murugan, Kumara e Kartikeya) é o deus hindu da guerra, filho dos deuses Shiva e Parvati e irmão de Ganesha. Ele costuma ser representado sempre jovem, possuindo seis cabeças e doze braços e segurando uma lança ou um arco e flechas. Ele também aparece montado ou acompanhado de sua montaria, o pavão. Skanda possui uma enorme força e lidera o exército dos deuses, substituindo Indra. Conta-se que quando ele crava sua lança na terra, ninguém pode movê-la, com exceção de Vishnu, e quando o mesmo o faz, montanhas e rios tremem.

Existem muitas versões sobre o nascimento de Skanda. A maioria das versões em geral concorda que os deuses desejavam que Skanda nascesse, para ele destruir o demônio Taraka, que possuía o privilégio de só poder ser morto por um filho de Shiva. A partir desse ponto as lendas divergem totalmente. 

Skanda e Ganesha
Em uma das versões, Shiva estava absorto em sua meditação e não sentia atração por Parvati, até que foi atingido por uma flecha vinda do arco de Kama, o deus do amor. Depois de muitos anos de abstinência, a semente de Shiva se tornou tão forte que os deuses temiam o resultado, e alguns relatos dizem que Shiva ejaculou no fogo, de onde Skanda acabou nascendo.  Em outra versão, Shiva lançou centelhas de seu terceiro olhos e com elas gerou seis crianças, que foram alimentadas pelas Krittikas, que mais tarde se tornaram as Plêiades. Parvati amou tanto essas crianças que as abraçava fortemente, e isso acabou unindo-as num só corpo, que passou a ter seis cabeças e doze braços.

Há ainda uma versão onde os deus Agni e Kama recolheram o sêmen de Shiva, devido a sua recusa em deixar seu celibato devido a morte de sua esposa Sati. A dupla não conseguiu carregar o sêmen e acabou derramando-o sobre as Plêiades e então Skanda nasceu, com seis faces, uma para cada estrela. No final de todos os contos, Skanda derrota Taraka e sua legião de demônios, e se torna o líder do exército de Shiva.

Skanda possui duas esposas,  Devasena e Valli, mas apesar disso ele não tinha muito interesse por elas, pois gostava mais de se envolver em assuntos bélicos, motivo pelo qual ele é considerado um deus defensor da castidade.

No sul da Índia, onde o deus surgiu como Murugan, ele tem um grande número de seguidores sob o nome Subrahmanya ( "queridos aos brâmanes" ); seus templos ou santuários são encontrados em todas as aldeias, não importa quão pequenas sejam.



Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby