26 de fevereiro de 2014

Skanda

۞ ADM Sleipnir


Skanda (em sâsncrito: "jorrando"; também conhecido como Murugan, Kumara e Kartikeya) é o deus hindu da guerra, filho dos deuses Shiva e Parvati e irmão de Ganesha. Ele costuma ser representado sempre jovem, possuindo seis cabeças e doze braços e segurando uma lança ou um arco e flechas. Ele também aparece montado ou acompanhado de sua montaria, o pavão. Skanda possui uma enorme força e lidera o exército dos deuses, substituindo Indra. Conta-se que quando ele crava sua lança na terra, ninguém pode movê-la, com exceção de Vishnu, e quando o mesmo o faz, montanhas e rios tremem.

Existem muitas versões sobre o nascimento de Skanda. A maioria das versões em geral concorda que os deuses desejavam que Skanda nascesse, para ele destruir o demônio Taraka, que possuía o privilégio de só poder ser morto por um filho de Shiva. A partir desse ponto as lendas divergem totalmente. 

Skanda e Ganesha
Em uma das versões, Shiva estava absorto em sua meditação e não sentia atração por Parvati, até que foi atingido por uma flecha vinda do arco de Kama, o deus do amor. Depois de muitos anos de abstinência, a semente de Shiva se tornou tão forte que os deuses temiam o resultado, e alguns relatos dizem que Shiva ejaculou no fogo, de onde Skanda acabou nascendo.  Em outra versão, Shiva lançou centelhas de seu terceiro olhos e com elas gerou seis crianças, que foram alimentadas pelas Krittikas, que mais tarde se tornaram as Plêiades. Parvati amou tanto essas crianças que as abraçava fortemente, e isso acabou unindo-as num só corpo, que passou a ter seis cabeças e doze braços.

Há ainda uma versão onde os deus Agni e Kama recolheram o sêmen de Shiva, devido a sua recusa em deixar seu celibato devido a morte de sua esposa Sati. A dupla não conseguiu carregar o sêmen e acabou derramando-o sobre as Plêiades e então Skanda nasceu, com seis faces, uma para cada estrela. No final de todos os contos, Skanda derrota Taraka e sua legião de demônios, e se torna o líder do exército de Shiva.

Skanda possui duas esposas,  Devasena e Valli, mas apesar disso ele não tinha muito interesse por elas, pois gostava mais de se envolver em assuntos bélicos, motivo pelo qual ele é considerado um deus defensor da castidade.

No sul da Índia, onde o deus surgiu como Murugan, ele tem um grande número de seguidores sob o nome Subrahmanya ( "queridos aos brâmanes" ); seus templos ou santuários são encontrados em todas as aldeias, não importa quão pequenas sejam.



Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby