4 de junho de 2014

Shamash

۞ ADM Sleipnir

Arte de Andrea Piparo

Shamash (na Acádia) ou Utu (na mitologia suméria) é o deus do sol, associado com a verdade e a justiça. Ele era um dos deuses mais ativos nos panteões mesopotâmicos. Shamash é filho dos deuses Sin/Nanna (lua) e Ningal (cana) e irmão da deusa Ishtar/Inanna. Sua consorte era a deusa Aya (juventude), e com ela Shamash foi pai de quatro filhos: Giru (fogo), Kittum (verdade), Mesharum (justiça) , e Nusku ( luz ).

Como uma divindade solar, Shamash viajava em seu carro pelo céu todos os dias, saindo da grande porta de entrada do Oriente ao amanhecer e entrava na porta de entrada do Ocidente ao anoitecer. Conforme ele viajava através do céu, ele era capaz de ver tudo o que acontecia sob ele, e então julgava as ações da humanidade. Assim Shamash era adorado como o deus da justiça e da sabedoria. Shamash viajava através do submundo durante a noite para fazer o seu caminho de volta para o Portão do Oriente, e durante esta jornada, Shamash também julgava o submundo. Outra ligação de Shamash com a justiça é o Código de Hamurabi, um código de leis que o rei babilônico Hamurabi teria sido inspirado por Shamash a escrever.


Shamash costumava ser representado segurando uma adaga dentada ou serra, simbolizando a justiça incontornável que era exercida por ele, e com raios partindo de seus ombros.Ele também era representado como um disco ou roda, embora às vezes ele aparecia como um rei sentado e segurando um bastão de justiça e um roda da verdade. Na Babilônia, localizada no sul da Mesopotâmia, o símbolo de Shamash era o disco solar, com uma estrela de quatro pontas no seu interior.

Shamash aparece regularmente na Epopéia de GilgameshEnquanto Gilgamesh e Enkidu seguiam em uma missão para matar Humbaba, eles oravam e faziam libações para Shamash todas as manhãs na direção do sol nascente, para que sua viagem fosse segura. Gilgamesh recebe sonhos de Shamash, que Enkidu então interpreta, e em sua batalha contra Humbaba, é o favor de Shamash para Gilgamesh que lhes permite derrotar o monstro. Shamash presenteia Gilgamesh com três armas poderosas que o auxiliam em seus combates.

Arte de Yannick Dubeau

Apoie nosso trabalho! Deixe um comentário, dê sugestões, elogie, critique. Mantenha o blog vivo. Siga-nos também no instagram @portaldosmitos

13 comentários:

  1. Shamash = Apolo. Não é mera coincidência!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida nenhuma. A Mesopotâmia é o berço das mitologias mundiais.

      Excluir
    2. E não é mera não. A mitologia do norte da África, da Europa e do Médio Oriente tem origens na Mesopotâmia. Não é à toa que se considera o berço não só das mitologias mundiais, como também da origem da civilização e das cidades organizadas. Especula-se até que a Meso é ainda bem mais antiga que o próprio Egito Antigo, tendo lá uma das cidades mais antigas do mundo já conhecida. Assíria, Babilônia e Suméria são as civilizações mais fodas que já vi.

      Excluir
  2. Achei a parte onde fala sobre a viagem ao submundo ao anoitecer, muito parecida a qual o deus sol do antigo egito, Rá efetivava todas as noites. Também a uma referência a Shamash, em um quadrinho japonês(Mangá) chamado Shaman King.
    Além disso, parabéns por todo o trabalho. Como sempre, está ótimo.

    ResponderExcluir
  3. muito Ruim esses resumo sou professor e isso nao passa de um rezumo do Wikipedia procure estudar antes de passar as coisas para os outros e agora vai toma no Cu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para um professor, você tem uma ortografia de merda. Pior que isso é a sua covardia em comentar como anônimo, isso só mostra o quão patético você é.

      Excluir
    2. Que grosseria. Além de ter mesmo um péssima ortografia, isso não é modo de um ser humano se comportar, imagina um professor.

      Excluir
  4. muito superficial, precisa melhorar muito seu blog

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o texto. Quem criticou está preocupado com normas e formalismos, mas o texto é objetivo e acessível, isso que importa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, exatamente. Se alguém está procurando alguma informação que não tem aqui, procure em outro lugar. Aqui tem muito conteúdo único e de fácil acesso. Devemos agradecer pela disponibilidade, por Slei traduzir muita informação para quem não sabe inglês, por reunir todo o conhecimento aqui. Apesar de estar sempre usando vários sites e blogs para estudos, consultas e trabalhos, nunca dispenso dar uma conferida geral aqui. Esse blog é maravilhoso, e Slei é incrível.

      Excluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo. Porém pedimos que evitem:

1)Xingamentos ou ofensas gratuitas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Desrespeitar gratuitamente o autor da postagem ou outro visitante. Mantenha a polidez;
6)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby