Image Map

3 de outubro de 2014

Taweret

۞ ADM Sleipnir

Arte de Vaejoun

Taweret (Tawret, Taueret, Tawaret, Taurt, Thoeris, Toeris, Ipy, Ipet, Apet, Opet, Reret) era uma das deusas egípcias padroeiras dos partos, das mulheres e das crianças. Era considerada tanto um demônio feroz, como uma divindade protetora e carinhosa. Seu nome significa, literalmente, "A Grande", mas ela também era conhecida como "Ipet" ("Harém") e "Reret" ("Porca"). Acredita-se que em um ponto na história, podem ter existido três variantes da deusa, mas todas teriam sido fundidas como Taweret.

Representações

Taweret era descrita como a combinação de um crocodilo, um hipopótamo e um leão (animais temidos e respeitados pelos egípcios). Curiosamente é a mesma combinação de animais do demônio Ammit, mudando apenas as partes que compõem seu corpo. Taweret tinha as patas de um leão, as costas e a cauda de um crocodilo e cabeça e o corpo de um hipopótamo fêmea grávida. Em adição ao seu corpo quimérico, Taweret tinha também seios grandes e cabelos de mulher.

Ela frequentemente usa na cabeça um cocar curto e cilíndrico com duas plumas ou os chifres e o disco solar de Hathor, ostentando o Sa (proteção) ou o Ankh (vida). Às vezes Taweret é retratada com um crocodilo nas costas, que acredita-se ser uma representação do deus Sobek

Atributos

Inicialmente, Taweret era vista como uma força demoníaca e muito perigosa. Na astronomia egípcia, Taweret estava ligada ao céu do norte - um lugar de escuridão, frio, neblina e chuva para os egípcios. Neste papel, ela era conhecida como Nebetakhet, a Senhora do Horizonte. O céu do norte também era associado à Apep e Seth, e de acordo com um mito antigo, Apep só podia sair durante a noite e por isso Taweret representava tudo o que era mal durante o dia. No entanto, no Antigo Império, ela passou a ser vista como uma deusa protetora, em vez de uma força agressiva. Como resultado, Taweret tornou-se uma deusa-mãe e padroeira do parto e foi muitas vezes descrita como a mãe ou ama de leite do faraó. Com o passar do tempo, ela se tornou uma divindade doméstica, ajudando igualmente a ricos e pobres. 

Quanto atuava como uma força protetora, Taweret era descrita como uma deusa. Acreditava se que ela ajudava as mulheres em trabalho de parto e afastava os maus espíritos e demônios que pretendiam prejudicar a mãe e/ou o bebê. Pensava-se também que ela ajudava com questões acerca da sexualidade feminina e da gravidez, e por isso ela foi muitas vezes associada com a deusa Hathor

As grávidas muitas vezes carregavam consigo amuletos representando Taweret no intuito de obter a proteção da mesma. Estes amuletos permaneceram populares no Egito mesmo após o faraó Aquenáton mudar a capital para Aquetaton e rejeitar os velhos deuses em favor de seu deus, Aton

Sua figura também fazia aparições em aplicadores de cosméticos, jóias, encostos de cabeça e vasos. Pequenos vasos, geralmente feitos de faiança eram esculpidos com a forma de Taweret e com um furo nos seios para que o leite fosse depositado nele e depois fosse tirado pelos seios e dado paras as crianças. Desse modo, os egípcios  acreditavam que o leite recebia o poder de Taweret.



Ela também era associada com a chamada "varinha mágica" ou as "facas mágicas", usadas durante rituais para afastar o mal. Estas ferramentas mágicas eram normalmente feitas de marfim de hipopótamo, e incluíam representações da deusa. 

No Livro dos Mortos, Taweret era chamada de "Senhora da Proteção Mágica", sendo vista como uma deusa que guaiva os mortos em direção a vida futura. Tal como acontece com a sua dupla natureza do protetor e guardião, era também um guarda para as montanhas do oeste, por onde os mortos passavam para poder adentrar o submundo. Muitas das divindades relacionadas ao nascimento também aparecem no submundo para ajudar com o renascimento das almas em sua vida após a morte. 

Relações 

As relações de Taweret com outros deuses são bem confusas, principalmente em relação aos seus consortes. Ela era freqüentemente descrita como a consorte de Bes, uma divindade demoníaca que também era intimamente ligado ao parto. Ela era também ocasionalmente (geralmente em textos mais antigos) descrita como a consorte de Apep, que vivia no céu do norte, região esta que também era associada à Seth. Um mito (relatado por Plutarco) afirmava que Taweret era consorte de Seth, porém era leal a Hórus. Ela teria ajudado Ísis após a morte de seu marido Osíris, detendo Seth no céu do norte e impedindo-o de atacar Ísis e seu novo bebê. A associação com Seth provavelmente surgiu do fato de Seth às vezes tomar a forma de um hipopótamo. O mesmo acontece com Sobek

Em Tebas, Amon e Taweret eram pensados como os pais de Osíris e de seus irmãos, incluindo Seth. Uma das festas mais populares (chamados Ipet ou Opet) celebrava seu casamento com Amon, associando-a assim com Amanuet e Mut. Em tempos posteriores, Mut absorveu muitos dos atributos de Taweret. Por fim, Taweret também foi associada com Nut, a deusa do céu, pois sua constelação estava sempre acima do horizonte. 

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

9 comentários:

  1. Um dos melhores deuses egipcíacos na minha opinião, ela tem um papel importante no livro sobre mitologia egipciana "As Cronicas de Kane - Trono de Fogo" do escritor e autor Rick Riordan.

    ResponderExcluir
  2. hey por que vocês não falam sobre o nuckelavee e também falam um pouco mais sobre a mitologia marinha

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!
    Lembro que muitos fãs de Egito Antigo se debruçaram a pesquisar a deusa depois de aparecer uma estátua quebrada na série Lost.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Melhor que eu tinha para ilustrar na época kk Devo mudar em breve.

      Excluir
  5. Uma das Deusas mas importantes na minha ceita que futuramente será oficializada como religião...... Louvada Seja Taweret ♡

    ResponderExcluir
  6. Texto maravilhoso, bem completo

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby