10 de outubro de 2014

Eos

۞ ADM Sleipnir


Eos (em grego: Ἠώς, ''aurora") é a deusa/titânide grega que personifica o amanhecer. Ela é a responsável por abrir as portas do céu para que Hélios, o deus do Sol, possa passar e iluminar o dia. Eos também é responsável pelo brilho do sol e pelas tonalidades do céu. Sua equivalente romana é a deusa Aurora.

Representação

Nas artes, Eos é representada como uma mulher jovem e geralmente alada, com longos cabelos louros e unhas tingidas de rosa (motivo pelo qual recebe de Homero o epiteto "Dedos Rosados"). Ela geralmente é caracterizada carregando um jovem em seus braços ou saindo do mar em uma carruagem dourada puxada por dois cavalos alados com arreios multicolores. Às vezes, como a deusa que dispensa o orvalho da manhã, ela carrega uma jarra nas mãos. 



Genealogia

De acordo com o poeta Hesíodo, ela é a filha do titã Hipérion e da titânide Téia, e irmã de Hélios, deus do sol, e Selene, a deusa da lua. Juntamente com seus irmãos, Eos faz parte do grupo de titãs da segunda geração.

Consortes, Amantes e Filhos

Seu consorte oficial era o titã Astreu, com que ela teve os quatro ventos: Zéfiro, Bóreas, Noto e Eurus, além da estrela Eósforos e as estrelas que brilham no céu.

Eos tinha um desejo insaciável por jovens bonitos, resultado de uma maldição colocada sobre ela pela deusa Afrodite. Afrodite tinha ciúmes de Eos por ela ter se envolvido com Ares (que era seu amante também), e lançou uma maldição sobre Eos, para que ela se apaixonasse apenas por homens mortais. Ela teve inúmeros amantes mortais, e tinha o hábito de raptá-los, levando-os para longe de seus amores terrenos. Dentre os seus mais ilustres amantes estão ÓrionFaetonte, falo e Títono. 



Eos e Títono

O troiano Títono foi um de seus amantes mais famosos. Ela o amava tanto que pediu para Zeus abençoá-lo com o dom da imortalidade. No entanto, ela esqueceu-se de pedir também que lhe desse a juventude eterna. Como resultado, Títono foi ficando cada vez mais velho e mais fraco com o passar do tempo, mas ele não podia morrer. No final, Eos decidiu pedir para que Zeus o transformasse numa cigarra. Com Títono, Eos teve dois filhos: Emátion e também Mêmnon, rei da Etiópia, que foi morto por Aquiles em Tróia.

Eos e Céfalo 

Céfalo, filho de Herse e Hermes, era casado com a amorosa e fiel princesa Prócris. Insaciável e egoísta, Eos rapta Céfalo enquanto caçava nas proximidades do monte Imeto. Apesar de todos os esforços da deusa, o jovem caçador continua apaixonado por sua esposa e apesar de todos os esforços da deusa para separá-los, Céfalo e Prócris se reconciliam. Céfalo volta a caçar, mas sua esposa, com receio que Eos viesse atrás dele novamente, resolve segui-lo. Pensando se tratar de um animal, ele a mata e ao ver o que havia feito, se joga ao mar. Comovido, Zeus os transforma em estrelas.


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Um comentário:

  1. Amei, queria muito conhecer mitos de deusas diferentes, só deveria ter más conteúdo.

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby