8 de outubro de 2014

Cumacanga

۞ ADM Sleipnir


A Cumacanga é uma personagem do folclore regional do Pará e também do Maranhão, onde é conhecida como Curacanga. Ela é uma mulher amaldiçoada por se envolver com um padre ou segundo o folclorista Basílio de Magalhães, a sétima filha de qualquer mulher. Durante a meia noite das sextas-feiras (ou em noites de lua cheia, conforme algumas versões), sua cabeça deixa seu corpo e voa pelos ares envolta em chamas, assustando a todos que encontra pela frente. Ao primeiro cantar do galo, a cabeça retorna ao corpo.

Conta-se que o único modo de evitar que a sétima filha se torne uma Cumacanga é tornar a sexta filha madrinha da sétima. Existe também um modo de descobrir a identidade de uma Cumacanga. No momento em que alguém se defrontar com a mesma, a pessoa deve lhe oferecer uma agulha virgem. No dia seguinte, ela voltava em forma humana para buscar a agulha, e assim sua identidade será revelada.

É muito provável que esse mito tenha surgido após avistamentos de fogo-fátuos, surgidos através da emanação de gás metano de animais mortos. Há ainda aqueles que atribuem as aparições da Cumacanga à fenômenos extra-terrestres.



Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

4 comentários:

  1. parece mais uma variação da mãe-de-ouro

    ResponderExcluir
  2. Ainda quando eu vivia no Maranhão meus tios que vinham de Anajatuba, contavam, em noites de lua, sobre uma tal Cavaloacanga, que era a mesma Cumacanga. Até hoje lembro dessas histórias de terror pelo interior. Naquela época ainda não tínhamos luz elétrica e isso nos fazia ficar com mais medo ainda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante. Obrigado por compartilhar sua experiência conosco!

      Excluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby