19 de agosto de 2013

Equidna

۞ ADM Sleipnir



Na mitologia grega, Equidna ( do grego Ἔχιδνα, a víbora) era uma monstruosa criatura, com a parte superior do corpo de uma mulher e  o resto de seu corpo semelhante a uma serpente. Ela presidia as corrupções da terra: podridão, lodo, águas fétidas, doenças, e enfermidades.

Segundo as lendas, Equidna  era a filha de um par de poderosos seres míticos. Algumas fontes afirmam que ela era filha de Tártaro e Gaia, enquanto outros propõem um conjunto completamente diferente de pais. Na verdade, o antigo poeta Hesíodo sugere que Equidna era filha de Ceto e Fórcis. Hesíodo também nos dá um vislumbre de Equidna em sua Teogonia, na seguinte passagem:
"Então Ceto deu luz a outro monstro invencível,
de nenhuma maneira como os homens mortais ou os deuses imortais;

sim, em uma caverna oca ela pariu Equidna, divina
e cruel, metade ninfa de belo rosto e olhos brilhantes

e metade cobra, enorme e monstruosa dentro da terra santa,
uma cobra que ataca rapidamente e se alimenta de carne viva.
Seu covil é uma caverna debaixo de uma pedra oca,
longe de deuses imortais e homens mortais;
os deuses decretaram para ela uma habitação glorioso lá. " 
(Hesíodo, Teogonia, 295-303)


Além de revelar o nome de seus pais, descrevendo sua aparência, e explicando que ela vivia em uma caverna isolada, Hesíodo também inclui outro elemento importante em sua discussão sobre Equidna. A Teogonia de Hesíodo apresenta uma lista de filhos aos quais esse monstro prolífico deu à luz. Equidna deu a luz à Ortros (o cão de Gerião), Cérbero, a Hidra de Lerna, e a Quimera após o acasalamento com Tifão. Hesíodo acrescenta que Equidna ainda deu a luz à Esfinge e ao Leão de Neméia, como resultado de sua união com Ortros.

Ainda como filhos, tinha Ladon (o dragão de 100 cabeças), Ethon (a águia que comia o fígado de Prometeu), e segundo algumas versões, a terrível Cila. Equidna possuía, assim como os seus filhos, uma natureza terrível e adorava devorar viajantes inocentes.

Zeus, ao se tornar o rei do Olimpo, pretendia eliminar Equidna, mas ele resolveu deixar ela e seus filhos viverem, para que se tornassem um desafio para os futuros heróis. Equidna nunca teve uma participação direta em quaisquer mitos, mas sempre era citada como "a mãe de todos os monstros".

De acordo com Hesíodo, ela era uma ninfa imortal, porém de acordo com Apolodoro, Equidna foi morta enquanto dormia pelo gigante de cem olhos, Argos, à mando da deusa Hera.




Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

3 comentários:

  1. Nossa, amei esse site. Tem tudo que eu estava procurando sobre a Equidna, bem completinho e tals. N saio mais daqui agr kkk

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby