Image Map

24 de setembro de 2021

Taniwha

۞ ADM Sleipnir

Arte de mattforsyth

Os Taniwha ("espécies de tubarão" em linguagem proto-oceânica, pronuncia-se tanifa) são criaturas mitológicas e sobrenaturais presentes na mitologia maori, ditas habitarem nas profundezas de rios, mares e outras fontes de água ou em áreas próximas, como florestas ou cavernas.

Em algumas tradições, eram tidos como criaturas aterrorizantes que sequestravam pessoas e as devoravam. Ocasionalmente, eles sequestravam mulheres não para devorá-las, mas para que vivessem com elas como suas esposas. Os taniwha com esse comportamento eram inevitavelmente mortos e as mulheres acabavam retornando sãs e salvas para suas famílias. Em outras tradições, taniwha eram tidos como kaitiaki, "protetores de iwi (tribos) e hapū (subtribos)", que os alertavam sobre a aproximação de inimigos, e até mesmo salvavam pessoas de se afogarem. A maioria dos taniwha possuíam associações com grupos tribais, com cada grupo podendo ter um taniwha próprio. Esses taniwha eram respeitados, e as pessoas que passavam próximo de seus covis tinham o cuidado de aplaca-los com a recitação de um encantamento específico e com oferendas apropriadas caso precisassem passar por eles ou se alojar próximo a ele por um tempo.

Escultura representando Ureia, taniwha guardião do povo Hauraki

Aparência

As formas e características de um Taniwha variam de acordo com as diferentes tradições tribais. Podendo ser masculinos ou femininos, geralmente são descritos como seres de aparência reptiliana, semelhantes à lagartos gigantes (às vezes com asas), porém, alguns podem mudar de forma e assumir a aparência de outras criaturas marinhas como tubarões, baleias, polvos, ou ainda a aparência de objetos como troncos de madeira. 

Arte de Loneanimator

Taniwhas hoje

Embora sejam de natureza sobrenatural, os maori os consideravam parte do ambiente natural, ainda que nos dias atuais nem todos os maori acreditem em sua existência. Para aqueles que acreditam em sua existência, sua crença é forte o suficiente para gerar  protestos caso algo ou alguém ameace destruir o habitat deles. No ano de 2002, por exemplo, a tribo maori Ngāti Naho na região de Waikato, Nova Zelândia, se opôs a um plano do governo para a construção de uma rodovia. Eles disseram que isso destruiria o covil de seu taniwha protetor, Karutahi. Como resultado, a rodovia foi construída em uma área diferente.
Arte de ImDeepBlue

fontes:
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

3 comentários:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby