22 de abril de 2013

Minos

۞ ADM Sleipnir


Na mitologia grega, Minos foi o rei de Creta, e era mais conhecido pela construção do Labirinto, uma complicada rede de passagens, para aprisionar o monstruoso MinotauroEuropa, sua mãe, tinha sido levado de sua casa em Tiro por Zeus, disfarçado de touro. Ele a trouxe para a ilha de Creta, onde ela deu à luz três filhos, Minos, Sarpedão e Radamanto.. Europa se casou com Astério, anterior rei de Creta, que adotou seus filhos.Quando Astério morreu, surgiu uma disputa sobre qual dos filhos deveria ganhar o trono. Minos reivindicou o direito de ser rei, alegando que ele poderia convencer os deuses a responder qualquer oração que ele oferecer. Ele orou para Poseidon  para que ele enviasse um touro que ele iria sacrificar ao deus, e um belo touro branco emergiu do mar.




Minos se tornou o novo rei. No entanto, ele decidiu que o touro era muito magnífico para sacrificar e ofereceu um outro touro em seu lugar. Irritado com Minos por não manter sua palavra, Poseidon fez com que a esposa do rei, Pasífae, se apaixonasse pelo touro branco. Ela falou de sua paixão para Dédalo, um mestre artesão, e Dédalo criou um modelo realista de uma vaca onde a rainha poderia se esconder. O touro montou a vaca, após um tempo Pasífae deu à luz ao Minotauro, uma criatura monstruosa com o corpo de um homem e a cabeça de um touro. Minos então ordenou que Dédalo construísse o labirinto em que escondeu e aprisionou o Minotauro.




O filho de Minos, Androgeu, foi morto em Atenas, e o rei pediu aos deuses para amaldiçoarem a cidade com fome e terremoto. Para acabar com a maldição, Minos exigiu que Atenas enviassem sete meninos e sete meninas a cada ano para alimentar o Minotauro. Um ano este grupo incluía um jovem chamado Teseu, com quem a filha de Minos, Ariadne, se apaixonou. Com a ajuda de Dédalo, ela fez o possível para Teseu  matar o Minotauro e fugir com ela. Para punir Dédalo por ajudar Teseu, Minos aprisionou ele e seu filho Ícaro no labirinto. No entanto, o mestre artesão criou dois conjuntos de asas, que ele e seu filho costumavam fugir e voar para fora da ilha de Creta. Dédalo conseguiu chegar na Sicília, mas Ícaro caiu do céu para a sua morte.

Minos começou sua busca por Dédalo. Ele enviou um desafio para os reis de terras vizinhas, pedindo a alguém que pudesse passar um fio por meio de uma concha em espiral, sabendo que só Dédalo poderia realizar esta façanha. Quando o rei da Sicília, Cocálo, enviou uma concha devidamente enfiada, Minos foi para a Sicília para capturar Dédalo. Desembarcando com uma grande força na ilha, no local chamado a partir de então de Heracleia Minoa, Minos ordenou a Cócalo que entregasse Dédalo para ele ser punido, porém, o rei convidou Minos  ao seu palácio, e assassinou-o durante o banho, fervendo-o em água quente. Cócalo devolveu o corpo de Minos aos cretenses, dizendo que ele tinha se afogado no banho; os cretenses o enterraram na Sicília, no lugar onde mais tarde foi fundada a cidade de Acragas e lá seus restos ficaram até que Terone, tirano de Acragas, devolveu seus ossos para os cretenses.

Após sua morte, Minos tornou-se, assim como Radamanto e Éaco, um dos três juízes do inferno, sendo ele o juiz responsável pelo veredito final. Seu sucessor foi seu filho Catreu.




Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby