Image Map

27 de setembro de 2022

Cliodhna

۞ ADM Sleipnir


Cliodhna (Clídna, Clionadh, Clíodna, Cliona; pronunciasse Cleena) é uma deusa da mitologia irlandesa, considerada em alguns mitos uma deusa do amor e da beleza. Ela é a padroeira do condado de Cork, ao sul da província de Munster, onde é chamada de "Rainha das Fadas" ou "Rainha das Banshees".
 
Cliodhna era a filha mais velha de Gebann, o druida chefe da corte de Manannán mac Lir (ou segundo algumas fontes, era filha do próprio Manannán) e vivia em Tír na nÓg, uma das ilhas do Outro Mundo irlandês. Ela morava em um palácio de cristal onde tinha a companhia de três pássaros mágicos e coloridos, os quais dizem que a canção era tão doce que acalmava todos que a ouvissem, além de curar suas enfermidades. 



Algumas fontes relatam que Cliodhna às vezes ficava entediada, então assumia a forma humana e com sua beleza, seduzia os homens e os atraía para a costa do mar, onde muitas vezes acabavam se afogando e encontrando a morte. Essa história supostamente deu origem à antiga superstição irlandesa de que é desafortunado ver uma mulher antes de partir para o mar. 

Rivalidade com Aibell

Aibell era o espírito guardião da tribo gaélica dos dalcassianos, e governante de uma colina de fadas ao norte de Munster. Dizem que Cliodhna rivalizava com ela de alguma forma, e em um conto, ela acaba transformando Aibell em um gato branco

O amor proibido de Cliodhna e Ciabhan

Ciabhán dos Cabelos Encaracolados era um ex-guerreiro da tribo fianna (grupo de guerreiros mercenários que viviam a margem da sociedade, liderados por Fionn mac Cumhaill). Após ser expulso do grupo por possuir um comportamento imoral perante as mulheres, Ciabhán embarcou rumo a terras distantes, e durante a viagem sua embarcação foi pega em uma terrível tempestade. Um misterioso cavaleiro montando um cavalo cinza o resgata e o leva em segurança para Tír na nÓg. 

Enquanto estava na ilha, Ciabhán acaba conhecendo Cliodhna e os dois se apaixonam perdidamente. Ciabhán decide deixar  Tír na nÓg e retornar de barco para a Irlanda trazendo Cliodhna com ele e assim ele o faz. Ao chegar no porto de Glandore, Ciabhán avista um veado e decide descer do barco para caçá-lo, deixando Cliodhna dormindo. A partir desse ponto, há uma variedade de versões; em uma delas, Manannán mac Lir comanda as marés fazendo com que o barco onde Cliodhna dormia fosse levado de volta a Tír na nÓg, separando o casal para sempre. Em outra, uma onda atingiu o barco e acabou afogando Cliodhna. De acordo com o Dindshenchas, um importante livro irlandês que conta a ‘história dos lugares’ e assim a conexão de todos os mitos com a geografia da Irlanda, essa onda recebeu o nome de Tonn Chlíodhna ("Onda de Clíodhna") após o ocorrido. 


A Pedra de Blarney

A Pedra de Blarney (em irlandês: Cloch na Blarnan), também conhecida como a Pedra da Eloquência, é um bloco de pedra calcária carbonífera colocada em meio à ameia do Castelo de Blarney, na localidade de mesmo nome, a aproximadamente 8 quilômetros (5 mi) de Cork, Irlanda. De acordo com uma lenda, beijar essa pedra faz com que a pessoa receba a capacidade de falar e expressar-se com desenvoltura. Existem várias lendas acerca dessa pedra, e uma delas envolve Cliodhna.

Cormac Laidir MacCarthy, construtor do castelo de Blarney, no século XV registrou que pediu à Cliodhna ajuda em uma questão judicial e ela teria dito à ele para beijar pela manhã a primeira pedra que encontrasse; assim ele obteve a eloquência necessária para conquistar o que precisava na justiça. Posteriormente MacCarthy incorporou a pedra ao parapeito do castelo.

Pessoas visitando o Castelo de Blarney para beijar a pedra

Rainha das Fadas, Bruxa, Banshee e Sereia

Após a conversão da Irlanda ao cristianismo, Cliodhna, assim como outras divindades, foi rebaixada. Dependendo da região, a forma de Cliodhna muda como as estações, mas a maioria a retrata de uma forma imprevisível e assustadora. No folclore de Cork, ela pode ser vista como uma rainha das fadas, uma bruxa, uma banshee ou ainda uma sereia.

Como uma rainha das fadas, Cliodhna é dita viver com elas em Cork, sob uma grande rocha chamada Carrigcleena. Segundo uma história contada por um residente de Cork, certa vez Cliodhna deu a um homem uma vaca vermelha que proveu a ele e sua família por décadas, até que um dia sua esposa maltratou a vaca e a mesma desceu até entrar em um lago e desaparecer para sempre. 

Cliodhna se transforma em uma banshee sempre que um membro de uma das antigas famílias de Munster morre. Ela surge do lago Cluthmhar e canta alto o suficiente para causar arrepios na espinha dos moradores. Dizem também que antes de um evento trágico, Cliodhna surge do lago e se senta sobre sua rocha, onde chora e canta enquanto olha para o mar. Alguns habitantes afirmam já terem visto Cliodhna sentada em sua rocha.


Em muitos contos, a rainha das fadas celtas pode ser uma sedutora de homens. Em um deles, ela enfeitiçou o rei Ímar Ua Donnubáin (também chamado Ivor O'Donovan) apenas para atraí-lo para o Outro Mundo para ficar com ela para sempre. 

Como uma bruxa, de acordo com locais de Cork, Cliodhna agarra homens de seu gosto e os arrasta para dentro da terra através de Carrigcleena. Dizem que se você bater na rocha três vezes e disser “Open Sea Sake”, ela sairá e o sequestrará. Um conto fala de uma boa bruxa local que salvou um homem das garras de Cliodhna, ameaçando usar sua varinha para “mandá-la de volta ao mar”. Além disso, sua aparição em vários corpos de água em Cork aludem às origens de sua forma de sereia.

Associação com as famílias de Munster

Cliodhna é especialmente associada às antigas famílias irlandesas de Munster. Ela tem sido associada às terras que haviam sido o território dos O'Donovans e O'Collins durante seu período de influência (373 d.C. a 977 d.C.) e mais tarde foi associada ao território que foi pertencente aos MacCarthys e FitzGeralds .

O Reino MacCarthy de Desmond escolheu Cliodhna como sua fada, assim como a dinastia dos O'Keeffes e FitzGerald, com quem ela teria tido casos amorosos. Cliodhna aparece no nome de um O'Leary de linhagem medieval, como Conor Cliodhna ou "Conor de Cliodhna".

Cultura Popular

Cliodhna é uma das divindades presentes no MOBA Smite.


fontes:
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

Nenhum comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby